20 anos de Educação de Trânsito em Campina Grande -PB

 

Agente Erivaldo juntamente com parte da equipe de educadores.

Tudo tem um começo…  Diz-se que começar é o mais difícil. A história, porém, está repleta de exemplos de figuras que iniciaram projetos que outrora tornaram-se grandes ações em benefício do bem comum.  Em 1983 a doutora Zilda Arns, juntamente com outros, resolveu implantar uma ação simples, a ingestão do soro caseiro, objetivando a diminuição da mortalidade infantil. Surgia aí a Pastoral da Criança que até hoje já alcançou milhares de crianças com essa e outras atitudes.

Ação educativa com alunos do Colégio Monte Sião – 2002.

Ações proativas pela coletividade se espalham pelo Brasil e tendem a afetar o público alvo principalmente pelo seu fim maior. Por vezes, estas ações são amparadas pelo aspecto legal, tornando-as obrigatórias no sentido da lei, porém, o seu alcance e impacto devem-se muito à capacidade de engajamento  dos envolvidos. Neste sentido, destacamos o trabalho da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos – STTP através da Divisão de Educação de Trânsito – DET, que em 2020 completa 20 anos de atuação.

O ano era 2000 e o desafio, assumir as atribuições impostas pelo recém-instituído Código de Trânsito Brasileiro, que entrara em vigor em 1998. A partir dos processos legais e do primeiro concurso para Agentes de Trânsito, Campina Grande torna-se a primeira cidade do estado a assumir as atribuições do Trânsito. Daí, foram muitos os desafios na construção de uma nova e desafiadora forma de gerir o trânsito. 

Fátima Rodrigues (à esquerda) – Implantadora da Educação de Trânsito em Campina Grande, acompanhada de Marília Santiago (de azul) – Juntas na primeira equipe do NEAC.

No âmbito da Educação para o Trânsito, o desafio era implantar um setor que desenvolvesse ações exaltando à importância da cidadania na humanização do trânsito. Para isso, Fátima Rodrigues, assistente social com pós-graduação em Metodologia Científica para assistência social, servidora de carreira do município, assumiu a direção do setor até sua aposentadoria em 2016.

Ao longo do tempo,  campanhas como: Volta às Aulas; Esta Vaga não é Sua nem por um Minuto; Pare de Dirigir Teclando; e muitas outras, se destacaram entre as ações da DET obtendo  o respaldo  da população campinense. O que hoje se percebe é o reconhecimento quanto a importância desse tipo de ação e também um maior respeito às normas estabelecidas pelo CTB.

Desenvolver um trabalho voltado para educação requer tempo, continuidade, e por vezes, investimento em pessoal e capacitação; e esse é o desafio. Neste sentido, Campina Grande se destaca mais uma vez ao ser a primeira cidade do Nordeste a realizar uma Olimpíada de Educação de Trânsito nas Escolas; em 2019  aconteceu a sétima edição. Ao longo destas, foram alcançadas todas as escolas da rede pública municipal, inclusive da zona rural, e nas últimas três edições foi incluída a participação de escolas particulares.

Parte da equipe de Agentes e Educadores que coordenaram a I Olimpíada de Trânsito nas Escolas.

Para realização de projetos do porte da olimpíada a STTP tem apoio da Secretaria de Educação do Município, e nos últimos anos, firmou uma importante parceria com a Universidade Estadual da Paraíba, que realiza um trabalho de contínua capacitação dos docentes e orientação aos alunos contextualizando-os para que atuem como agentes transformadores na construção de um trânsito mais seguro. 

Além de ter uma atuação mais direcionada para um público-alvo, a Divisão de Educação de Trânsito da STTP, ao longo de duas décadas, plantou as sementes da humanização no trânsito nos diversos setores da sociedade, não só campinense, mas em outros rincões da Paraíba. A prova disso, é o recebimento de premiações em nível nacional.

O mais recente reconhecimento foi conferido em 2019 pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, entidade responsável pela implantação e coordenação do MAIO AMARELO, que premiou Campina Grande pela terceira vez consecutiva como DESTAQUE MAIO AMARELO na categoria Poder Público, graças às diversas ações realizadas durante todo mês de maio, quando ocorre um intenso trabalho de conscientização pela vida e redução de vítimas no Trânsito.

 A STTP vem atuando no referido movimento desde 2013, tendo a Divisão de Educação de Trânsito coordenando ações conjuntas com outros setores da autarquia, em parceria com órgãos públicos, escolas, empresas e sociedade organizada. Ressalta-se ainda,  o comprometimento da Administração Municipal que foi de suma importância para o êxito logrado nos últimos anos.  

Por fim, são muitas marcas de ações da educação de Trânsito em Campina, em meio ao seu crescimento enquanto metrópole, com os desafios surgidos a partir da diversificação dos meios de locomoção e em detrimento da acomodação destes, nos espaços existentes. São esses desafios que levam os que fazem Educação para o Trânsito, na Rainha da Borborema, se reinventarem diariamente, utilizando novas ferramentas e recursos que enriqueçam o aprendizado e gerem mudanças de atitudes,  contribuindo para que percebam o espaço público como um lugar do exercício da cidadania.

Vanilson Ouriques Rafael

Agente de Trânsito – Lotado na Divisão de Educação de Trânsito da STTP.  

 

Fotos de equipes de educadores de Trânsito da  STTP:

 

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR