STTP anuncia suspensão temporária do sistema digital da Zona Azul.

 

O superintendente da STTP, Félix Neto, anunciou na manhã desta quinta-feira, 09, a suspensão temporária do sistema de cobrança eletrônica do estacionamento Zona Azul, implementado no inicio do mês de maio.

 

De acordo com o dirigente a decisão foi tomada em reunião com as entidades gerenciadoras do sistema Zona Azul, após avaliação das várias queixas e reclamações advindas dos usuários apontando falhas no sistema.

 

Desde a sua implantação, o objetivo principal do ZAD (Zona Azul Digital) é o de permitir a rotatividade no estacionamento do Centro da cidade, inclusive facilitando a maneira de cobrança aos usuários, passando da cobrança no papel para a forma eletrônica.

 

Mas, uma das reclamações dos usuários é a falta do comprovante de pagamento da taxa quando do envio do SMS de alerta para os celulares, conforme proposta do projeto da informatização do sistema, após operador fazer um minicadastro do condutor, atrelando o número de telefone dele com a placa do veículo.

 

“Na prática está existindo uma certa demora de comunicação para o cliente quando o pagamento é efetuado, já que uma mensagem deveria chegar instantaneamente no número fornecido e confirmando o pagamento, o que não vem ocorrendo e gerando queixas”, disse o dirigente da STTP, Félix Neto.

 

O sistema de estacionamento Zona Azul é administrada por três entidades: Uces, Associação de Portadores de Aids e Associação de Portadores de Deficiência, cabendo a STTP apenas a fiscalização do serviço.

 

Com a suspensão da informatização, o sistema zona azul voltará ao seu formato antigo, com a cobrança realizada através do talonário de papel, até que sejam solucionadas todas as falhas para o seu pleno funcionamento eficaz e seguro.

 

Assessoria de Imprensa 09/06/16

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR