STTP promove campanha de conscientização sobre o respeito à faixa de pedestres

Com o objetivo de alertar sobre a necessidade de se respeitar a faixa de pedestres, como forma de proteger a vida, a Prefeitura de Campina Grande, por meio da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), inicia, na próxima segunda, 08, Dia Mundial do Pedestre, uma campanha educativa sobre o tema, contando também com ações de fiscalização e sinalização.

As atividades começam às 6h30, nas faixas de pedestres da rua Marques do Herval, próximas aos Colégios Alfredo Dantas e CIC Damas. Haverá entrega de material educativo e conversas com pedestres e condutores. Além disso, os agentes de trânsito estarão fiscalizando o respeito às faixas e autuando, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro, aqueles condutores que não derem preferência aos pedestres.

Depois das atividades nas faixas, ainda pela manhã, haverá palestras, realizadas por agentes de trânsito educadores, para os alunos das citadas escolas. No decorrer das semanas, haverá ainda ações em outras escolas públicas e privadas e em empresas, culminando com os trabalhos das Olimpíadas do Trânsito.

Com o slogan “Todos somos pedestres! É na faixa que a vida pede passagem”, a campanha toma como base um dado alarmante oriundo do Núcleo de Estudos de Acidentes de Trânsito (NEAT): desde o começo do ano já foram registrados mais de 50 atropelamentos em Campina Grande. Outro aspecto importante é que os próprios pedestres, por motivos diversos, muitas vezes, têm receio de atravessar na faixa.

A ideia, portanto, é fazer com que a mensagem de respeito à faixa de pedestres chegue, com ampla divulgação midiática em mídias sociais, imprensa e material impresso, ao maior número possível de pessoas focando tanto nos transeuntes como nos condutores de veículos.

“É o momento de darmos as mãos e unirmos toda a sociedade em prol da vida. Respeitar a faixa é atitude básica para construir um trânsito mais seguro e humano. Desta forma, realizaremos atividades educativas, de sinalização e de fiscalização para que os campinenses atentem para essa problemática”, explicou Carlos Dunga Júnior, superintendente da STTP.

Codecom

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR