STTP e LabRua realizam pesquisa para implantação de sistema de bicicletas compartilhadas em Campina Grande.

Nos últimos 10 anos o número de sistemas de compartilhamento de bicicletas tem aumentado exponencialmente, mostrando-se como uma alternativa sólida e viável para mobilidade urbana em cidades de todo mundo, inclusive no Brasil.

Neste sentido, a Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, e em parceria com o Laboratório de Rua (LabRua), está desenvolvendo uma pesquisa abordando a viabilidade da implementação do sistema de bicicletas compartilhadas na cidade, convidando a todos, ciclistas ou não, a responder a um questionário para traçar um perfil dos usuários em potencial.

A gestão da pesquisa está a cargo do LabRua, uma associação civil sem fins lucrativos, com fins educacionais e de pesquisa técnico científica, sediada em Campina Grande, e tem dentre seus objetivos desenvolver estudos voltados ao espaço público e à mobilidade urbana ativa.

Quem puder ajudar a pesquisa e responder o questionário, com perguntas básicas, basta acessar o endereço eletrônico: https://laboratorioderua.typeform.com/to/JZXH87 e colaborar para a criação do sistema de compartilhamento de bicicletas da cidade.

Campina Grande já conta com 12km de ciclovias em uso, 32km de ciclofaixas implantadas, e atualmente a prefeitura está executando mais 12km de novas ciclovias nas ruas do Complexo Aluizio Campos, perfazendo um total de 56,km de malha cicloviária.

A exemplo das grandes capitais do mundo, a cidade está se estruturando para receber esse meio de transporte como uma solução viável para aliviar o trânsito, contribuindo para o desenvolvimento de uma cidade mais sustentável. E neste sentido, a cidade hoje ocupa o 1º lugar em ranking de Planos de Mobilidade Urbana no Brasil

Ainda no primeiro semestre deste ano, o superintendente da STTP, Félix Neto, foi conhecer de perto a gestão e funcionalidade do projeto de bicicletas compartilhadas, pela empresa Tembici, que é uma das alternativas de mobilidade urbana e que vem ganhando cada vez mais espaço em grandes cidades do país.

O modal é um projeto desenvolvido por várias empresas, através de uma parceria público-privada, que reúne usuários cadastrados facilitando o acesso a esse meio de transporte com valores acessíveis e o complemento de trajetos usando também outros meios de locomoção.

Para informações adicionais sobre a implantação do projeto, e de como colaborar na pesquisa, a STTP disponibiliza o telefone de atendimento à população, através do 3341.1517, e o site www.sttpcg.com.br.

Assessoria de Imprensa
09/09/19

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR