Camarote da acessibilidade é sucesso n’O Maior São João do Mundo

Já consolidado no Parque do Povo, o espaço do Camarote da Acessibilidade permite a inclusão e o conforto de pessoas com necessidades especiais. Com capacidade para cerca de 20 pessoas, mais acompanhante, o espaço conta com rampas de acesso e banheiros adaptados. O camarote ainda fica localizado ao lado da principal saída de emergência e mais próxima, o que garante ainda mais a segurança de todos os usuários.

O órgão responsável pelo espaço é a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos – STTP, que conta com cerca de 3 a 6 pessoas diárias para organizar e dar todo o suporte no ambiente. A entrada no camarote acontece de forma gratuita, as vagas foram distribuídas através de sorteios entre as associações de pessoas com necessidades especiais. A organizadora do espaço reserva ainda uma quantidade de vagas para turistas e pessoas que não pertencem a essas associações, nestes casos, é feito através do contato com a STTP, que de acordo com a demanda oferece acesso a todos.

Cassiano Pascoal, assessor técnico da STTP e coordenador do Camarote da Acessibilidade, ressalta a importância de um local como este no Parque do Povo:

“A importância de termos um camarote como o Camarote da Acessibilidade é conseguirmos incluir n’O Maior São João do Mundo pessoas que se quer tivesse como ir a festa, por alguma restrição. Então, ela sabendo que tem um espaço adaptado e confortável para sua necessidade, ela termina indo, termina podendo aproveitar o São João. Com isso conseguimos fazer um São João inclusivo, onde, pessoas com deficiência visual, deficientes auditivos, pessoas com cadeiras de rodas e diversos outros tipos de deficiência podem ir ao Parque do Povo, com total conforto e apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande.”, disse.

A STTP disponibiliza ainda um contato para os turistas e portadores de necessidades especiais que não participam dessas associações. O contato é feito com Adenise, pelo telefone (83) 99847-6491, onde os interessados poderão obter informações sobre o acesso ao Camarote da Acessibilidade.

Shirley Emmanuely – Estagiária UNINASSAU 

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR