Camarote da Acessibilidade recebe visita do Presidente do Conselho Estadual de Pessoas com Deficiência.

No Parque do Povo em Campina Grande o Camarote da Acessibilidade tem garantido a inclusão social durante o Maior São João do Mundo. Até o final da festa, idosos e pessoas com deficiência aproveitam a festa através da estrutura acessível montada na área de shows.

Na noite desta quinta-feira, 14, quem esteve visitando o camarote da acessibilidade foi o Presidente do Conselho Estadual de pessoas com deficiência física, Elosvan de Oliveira, que estava acompanhado de Legi Bento, Presidente da Associação Paraibana de Cegos, e do vereador Anderson Maia.

Para Elosvan, que também visitou toda a área do Porque do Povo, “a instalação do Camarote é um espaço que neste período tem permitido a verdadeira inclusão em uma das festas mais populares do país”.

O Camarote da Acessibilidade tem decoração junina, onde é oferecido água, refrigerantes, com também uma equipe de apoio para a logística de atendimento aos PNE e idosos, todas as noites. A capacidade diária do local é para 13 pessoas com direito a um acompanhante cada, totalizando vinte e seis pessoas.

“nossos associados estão gratificados com essa disponibilidade do camarote, um dos mais inclusivos, nas festas juninas do estado, pois conta com a participação de pessoas com deficiências físicas, intelectuais, auditivas e visuais”, disse o Presidente da Associação Paraibana de Cegos.

A Prefeitura de Campina Grande tem disponibilizado o espaço, desde o ano passado, durante os festejos do Maior São João do Mundo, no Parque do Povo. A responsabilidade e coordenação do camarote é da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos – STTP, oferecendo a oportunidade às pessoas com deficiência e seus acompanhantes de participarem da festa  junina, mas que não têm possibilidade de ficarem no meio do povo.

Para o vereador Anderson Maia, a inclusão social através do Camarote da Acessibilidade “hoje é uma realidade fruto de uma Lei apresentada, justamente para atender aos objetivos de possibilitar as pessoas com necessidades especiais de também participarem da festa.

O espaço é gratuito, tem vista para o Palco Principal e conta com o apoio de integrantes de associações e escolas, com trabalhos voltados para idosos e pessoas com deficiência, a exemplo da APAE, Instituto dos cegos, Grupo Preferenciais (paratletas), Associação de Surdos e Mudos, Rede de Proteção aos Idosos, e entidades ligadas aos Autistas (ACPA, AMA e Ampara).

O horário de acesso ao local está  compreendido entre 20 e 22hs, através de pulseiras de identificação. A entrada ao camarote se dá por um portão exclusivo na Rua Sebastião Donato, e tem sinalização de identificação.


Assessoria de Imprensa
15/06/18

Quer imprimir esta publicação ?

COMPARTILHAR